Lisboa – Portugal, parte 5

No dia seguinte, fomos dar uma volta por lojas do Chiado (região/bairro) para que eu comprasse um casaco de frio que aguentasse temperaturas negativas que ia pegar em Paris (pra onde iria depois do Porto). Achei um bonzão por 19 euros. Esse daí da foto (já em Paris).
No dia seguinte, fomos dar uma volta por lojas do Chiado (região/bairro) para que eu comprasse um casaco de frio que aguentasse temperaturas negativas que ia pegar em Paris (pra onde iria depois do Porto). Achei um bonzão por 19 euros. Esse daí da foto (já em Paris).
Passamos pelo mirante do Adamastor para olhar a vista e almoçar no restaurante mais em conta da região (que não é esse das mesas da foto) - já estava com preguiça da máquina fotográfica, esta foto não foi tirada por ela, foi tirada daqui.
Passamos pelo miradouro do Adamastor para olhar a vista e almoçar num restaurante bem em conta (que não é esse das mesas da foto). Alan me contou algo sobre a alta incidência de consumo de haxixe na região, apontando para um grupo de consumidores próximo.
Não fotografei! Imagem tirada daqui
No restaurante, fomos simpaticamente atendidos pela garçonete (que foi extremamente grossa com uma outra dupla de brasileiros). E tiramos essa foto daí, em que ficamos muito bonitos.
No restaurante, fomos simpaticamente atendidos pela garçonete (que foi extremamente grossa com uma outra dupla de brasileiros). E tiramos essa foto daí, em que ficamos muito bonitos.
Apesar de estar morrendo de medo de ter uma reação alérgica peço as Pataniscas de bacalhau. O prato são esses bolões de massa leve com aroma do peixe, nada muito abundante. Valeu os 6 euros (acho) do almoço + bebida + sobremesa.
Apesar de estar morrendo de medo de ter uma reação alérgica, peço as Pataniscas de bacalhau. O prato são esses bolões de massa leve com aroma do peixe, nada muito abundante. Valeu os 6 euros (acho) do almoço + coca-cola + sobremesa.
Como sobremesa, pedimos o leite creme, que é um mingau de leite com gostinho de limão e que tem o açúcar queimado por cima (mas não forma uma crosta como no creme brulee). Melhor coisa comida na viagem até aquele momento.
Para sobremesa, pedimos o leite creme, que é um mingau com gostinho de limão e com açúcar queimado por cima (que não forma uma crosta como no creme brulee). Melhor coisa comida na viagem até aquele momento.
Depois do almoço, fomos passear na região da estação de Santa Apolônia, em que pude ver Portuguesas a caráter.
Depois do almoço, fomos passear na região da estação de Santa Apolônia, em que pude ver Portuguesas a caráter.
Comemos doces de Portugal num buteco por ali. Concluí que não gosto mesmo desses doces de Portugal feitos de gemas (seja aqui ou lá), acho um bem sem gosto. Alan comentou que a questão de doces é tão forte por lá, que seus amigos portugueses o perguntavam que tipo de doces a gente comia aqui no Brasil com o café. E que ele não tinha resposta para essa pergunta, porque por aqui a gente não tem essa cultura de um doce específico.
Comemos doces de Portugal num boteco por ali. Concluí que não gosto mesmo desses doces de Portugal feitos de gemas. Alan comentou que a questão de doces é tão forte por lá, que seus amigos portugueses o perguntavam que tipo de doces a gente comia aqui no Brasil com o café. E que ele não tinha resposta para essa pergunta, porque por aqui a gente não tem essa cultura de sair para comer doces.
Continuando no assunto comida, gostei mesmo das castanhas portuguesas com casquinhas crocantes e salgadas vendidas por ambulantes nas ruas - ganhou do leite creme. Esqueci de tirar fotos, e, pesquisando por imagens, encontrei muitos registros mais antigos. As da montagem são daqui, daqui e daqui.
Continuando no assunto comida, gostei muito das castanhas portuguesas com casquinhas crocantes e salgadas vendidas por ambulantes nas ruas – ganhou do leite creme. Esqueci de tirar fotos e, pesquisando por imagens, encontrei interessantes registros mais antigos dos vendedores. Imagens daqui, daqui e daqui.

Depois do passeio, peguei o trem para o Porto e, depois do Porto, fui para Paris, mas ainda voltei à Lisboa. A segunda parte da viagem  será narrada no blog em algum momento do futuro. 

Anúncios
Lisboa – Portugal, parte 5

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s