Viagem para o Japão – Tóquio, dia 0

Em abril de 2015, viajei para o Japão.

Lembro das pétalas das cerejeiras caindo lentamente no chão, formando redemoinhos com o vento. Achei que parecia neve, mas eu nunca vi neve.

neve

Lembro que a Nippon Airways foi a cadeira mais desconfortável em que já viajei. Porém os lanchinhos eram bonitinhos, assim como todos os lanches no Japão.

comidadeaviao

Lembro do tsuru de dobradura na cama do hotel e de ter dormido por cima dele, amassando o coitado. Eu estava cansada da viagem. Lembro do kit no quarto, daqueles que vem shampoo e condicionador, também vinha um saquinho plástico vedado a vácuo, bem fino, com algo dentro. Ao abrir, se transformava numa esponja gordinha. E também vinha um Kimono de dormir (do lado do tsuru).

Lembro de ter me arrependido de escolher aquele hotel usando como critério ser bem perto de uma estação de metrô (e dentro do orçamento). Tudo em Tóquio é perto de uma estação de metrô. A estação perto do hotel tinha conexões horríveis. Para ir a qualquer lugar, precisava fazer baldeação e andar um quilômetro por dentro da estação de Tokyo.

dramatica

Lembro te ter dificuldades para ir encontrar com a Eri, minha amiga japonesa que tinha sido minha primeira roomate em Mumbai. Minha estação não tinha instruções em inglês, estava sozinha, mas liguei para a  Eri e ela me ajudou a me comunicar.

Desci numa estação que já não lembro qual era, perto de uma região de pequenos bares construídos embaixo de uma ponte. Daqueles projetos de revitalização de regiões abandonadas. 

ponte

Entramos em dois ou três Izakayas, completamente lotados. Esperamos por 20 minutos em um com lista de espera – recebemos aquelas toalhinhas úmidas quente enquanto esperávamos. Desistimos de esperar e ela foi me guiando até encontrarmos o barzinho escondido no terceiro andar de um prédio qualquer.

Fiquei com vergonha de tirar uma foto num ângulo melhor, estávamos sentadas no balcão. Rodeado pelo balcão, no centro, ficava o cozinheiro mexendo nos churrasquinhos.

isakaya3

Pedi vários espetinhos e a cerveja local. A Eri pediu um caldinho e uma maionese, experimentei também.

Depois, fui embora para o hotel.

minha estacao

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s